27 de mar de 2015

Tempo Imaginário

Hawking na NASA, década de 1980.
(
http://pt.wikipedia.org/wiki/Stephen_Hawking)
Matemáticos são muito espertos. Não é apenas por um conceito não fazer sentido em um nível intuitivo não significa que ele não possa ser utilizado para entender a natureza. Considere, por exemplo, os números imaginários. Se você começar com qualquer número real e multiplicá-lo por ele mesmo, você obterá um número positivo. Por exemplo, 2 vezes 2 é quatro, mas também -2 vezes -2 é 4. Isso significa que a raiz de quatro é tanto 2 quanto -2. Mas o que seria a raiz de -4 ? Matemáticos criaram os números imaginários para responder isso, definindo i como a raiz quadrada de -1, sendo assim a raiz quadrada de -4 seria 2i.
Números imaginários podem ser usados para explicar tunelamento (tunnelling), um processo de mecânica quântica no qual, por exemplo, uma partícula poderia espontaneamente passar por uma barreira. Na tentativa de unificar a relatividade geral e a mecânica quântica, físicos usaram uma ideia relacionada na qual eles poderiam medir o tempo com números imaginários ao invés de números reais. Usando esse então chamado tempo imaginário, físicos como Stephen Hawking e Jim Hartle mostraram que o Universo poderia ter surgido sem uma singularidade.

Fonte: Stephen's Hawking Universe - Strange Stuff Explained (BBC/PBS)

0 comentários:

Postar um comentário

Leia as regras:
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Se quiser deixar sua URL, comente usando a opção OpenID;
- Ofensas pessoais, ameaças e outros tipos de insultos não são permitidos;
- Não se preocupe em enviar trackbacks, os backlinks são automáticos.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More