Artigos Recentes


1 de abr de 2015

Fred Hoyle

Sir Fred Hoyle
(http://en.wikipedia.org/wiki/Fred_Hoyle)
Um cientista heterodoxo e um prolífico autor de ficção científica em livros populares sobre ciência, Fred Hoyle (1915-2001) é mais conhecido por deduzir como o universo cria os elementos pesados e pelo seu suporte à teoria do estado estacionário sobre a origem do universo.
Depois de auxiliar a desenvolver o radar para o esforço britânico na Segunda Grande Guerra, ele direcionou seus talentos para astrofísica e cosmologia. Ele foi um dos desenvolvedores da teoria do estado estacionário, que afirmava que o universo sempre existiu e sempre pareceu o mesmo. Para manter a densidade do universo sem decrescer, a teoria necessitava de que a matéria fosse criada continuamente. Ironicamente, ele forjou o termo "Big Bang" para descrever a teoria adversária, enquanto procurava por uma frase memorável, criativa e concisa para seus ouvintes de rádio.
Sua ideias de como os elementos formam-se provou-se mais duradoura. Com seu colega William Fowler, ele sugeriu que os elementos do hélio ao ferro poderia ser formados por reações nucleares no interior das estrelas. Ele também criou a hipótese de que elementos mais pesados que o ferro poderiam ter sido formados em explosões de supernovas resultantes do colapso de núcleo de uma estrela, após ela ter esgotado seu combustível nuclear. Quase todo cientista hoje concorda com esse cenário de como os átomos em nossos corpos e em nosso planeta se formaram.


Fonte: Stephen's Hawking Universe - Cosmological Stars (BBC/PBS)

Ptolomeu

Ilustração barroca de
Cláudio Ptolomeu
(http://en.wikipedia.org/wiki/
Ptolemy
)
Muito do que sabe-se da astronomia grega veio através de Cláudio Ptolomeu (100 - 170), cujo tratado em astronomia de 13 volumes, o Almagesto*, compilou as proezas de seus predecessores. Mas ele é mais conhecido pelo avanço na primeira teoria geral da cosmologia, o estudo da estrutura e movimentos do universo, apesar de seu trabalho pegou muito de talvez o maior astrônomo grego, Hipparcos. Seu modelo geocêntrico explicou tanto a estrutura conhecida do universo (essencialmente sete "planetas") e como esses planetas movem-se através do espaço.

Fonte: Stephen's Hawking Universe - Cosmological Stars (BBC/PBS)

*Nota do Tradutor¹: Almagesto significa grande tratado.

Universo estacionário

Proposto em 1948 por Hermann Bondi, Thomas Gold e Fred Hoyle, a teoria do estado estacionário era uma extensão de algo chamado princípio cosmológico perfeito. Basicamente propunha que o universo era essencialmente o mesmo em qualquer ponto nele e em qualquer tempo. (Isso é aplicável apenas à uma grande escala, obviamente, planetas, estrelas e galáxias são diferentes do espaço entre elas.
Obviamente, para o universo parecer o mesmo durante todo o tempo, não poderia haver um início ou um fim. Essa ideia entrou em ressonância com acordes filosóficos de vários cientistas, e assim, a teoria do estado estacionário ganhou muitos aderentes nas décadas de 1950 e 1960. Como poderia o universo continuar a parecer o mesmo quando observações mostravam que ele estava expandindo ? O que poderia estar diluindo seu conteúdo ? Partidários dessa cosmologia balancearam a sempre decrescente densidade que resulta da expansão por uma hipotética matéria criada do nada. A quantidade necessária era indetectavelmente pequena, algo como poucos átomos para cada milha cúbica por ano.
A teoria do estado estacionário começou a decair na década de 1960. Primeiro, os astrônomos descobriram os quasares, os grande núcleos luminosos em galáxias distantes. Devido a maioria dos quasares residirem, em sua maioria, em galáxias distantes, sua existência prova que o princípio cosmológico da perfeito não poderia ser verdadeiro: as distantes galáxias, e portanto, as mais antigas, não são iguais as mais novas que estão próximas. O ressoar do sino de funeral* para a teoria ocorreu quando os radio astrônomos Arno Penzias e Robert Wilson descobriram microondas cósmicas de fundo, um resto de radiação do Big Bang. O estado estacionário não teve forma de explicar essa radiação e lentamente apagou-se como muitas outras teorias predecessoras.
 

  Fonte: Stephen's Hawking Universe - Strange Stuff Explained (BBC/PBS)

*Nota do Tradutor¹:  traduzido da expressão "death knell" - expressão usada para o som de um sino ressoando solenemente em um funeral.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More